quarta-feira, 29 de junho de 2016

Sexo ou sono?

O que será que vale mais? Uma boa noite de sono ou uma ótima noite de sexo?


Imagem retirada do Google

Para uma mãe que acabou de ganhar um novo membro na família, a primeira opção é muito mais tentadora do que a segunda. Eu sei que os papais ficam frustrados com essa escolha, mas é algo bem discutível. Levando em conta que são vários fatores para que vão contribuir com essa falta de desejo e infelizmente isso pode durar meses, isso quando não vira uma aversão.


Cuidar de um recém nascido exige muito do nosso estado físico e emocional , o que faz com que nós mamães sinta um cansaço enrome, fora do comum. Todos esses cuidados exigem ainda mais em relação ao contato físico com o bebê, pois ele esta sempre por perto da mãe, se não é ninando, é comendo. Nós mulheres ao longo da vida sempre nos dedicamos a pelo menos um tempinho para nós mesmas e quando mãe, isso nos é roubado (por uma boa causa, claro!) mas quando nos é devolvido, mesmo que seja por algumas horinhas, o que desejamos é apenas ficar sozinha ou até mesmo descansar. E o sexo não entra em nossa lista de prioridades.

Depois do parto nosso corpo ainda leva um tempo para se recuperar e voltar ao normal, isso leva um tempo, principalmente no fator hormonal. As mudanças neste campo ainda permanecem instáveis por um período e como a maioria já ouviu falar, isso desestabiliza a mulher. Além de que, pelo menos comigo ... por mais que eu tenha emagrecido os 10 kg que engordei em 1 semana após o parto, ainda não me sinto num boa forma. Meu corpo mudou muito e ainda restam cicatrizes dessa fase da minha vida. Isso faz com que eu pareça uma adolescente com vergonha do próprio corpo, o que pra mim é ridículo de sentir, principalmente depois de casada. Minha auto-estima esta lá embaixo nestes últimos meses. Fora o fator medo, que me leva a acreditar de vez em quando, em outra possível gravidez! Eu sei que há métodos contraceptivos, inclusive o meu médico me receitou os mais indicados para a fase da amamentação. Porém meu subconsciente ainda fica me dando uns alertas de cuidado na maior parte do tempo.

O meu marido tem sido muito paciente, mesmo sabendo das necessidades que ele tem, eu ainda não me sinto totalmente preparada. Quando retornei as atividades ... eu sentia dor, devido as alterações no meu corpo e foi com jeitinho e paciência que tudo foi mudando, até eu não sentir mais nada. Essa fase é muito delicada e o parceiro precisa entender e dar apoio a mamãe, não se force a nada e sempre tente explicar o que você sente, isso facilita as coisas. De vez em quando você terá uns picos de vontade, o que é bom tentar aproveitar ... até mesmo pela felicidade do casal. 


Imagem retirada do Google

Mas mesmo assim, não fiquem desesperadas como eu fiquei, há uma linha no horizonte e isso será temporário. Com o tempo tudo volta ao normal e dependendo fica tudo mais gostoso. Conversei com algumas mamães sobre isso e todas me disseram que é normal, então não se sinta sozinha neste mundo! E papais, tenham paciência que tudo isso vai passar, ok?

Nenhum comentário:

Postar um comentário