quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Nascimento dos Dentinhos

O nascimento dos dentinhos com certeza é um marco no desenvolvimento e na vida do bebê e da família. Isso não acontece apenas uma vez, se prolonga até mais ou menos o terceiro ano de vida da criança.

Imagem retirada do Google

Eu sempre me assusto quando o assunto são os dentinhos, sempre ouvi coisas terríveis sobre isso. Bebês chatos, sem dormir, sem comer e que se irritam com muita facilidade.
Se isso é verdade ou não ainda não sei, a Nicole já esta com 6 meses e até agora nenhum dentinho a vista. Mas acredito que até mesmo o bebê mais quietinho, fica um pouquinho mau humorado nessa fase, não deve ser fácil sentir esse incômodo.

O nascimento dos dentes no bebê variam muito, assim como também varia muito o seu crescimento e desenvolvimento. Geralmente os primeiros dentinhos surgem quando o bebê está com 6 meses, porém tem crianças que acabam tendo os dentinhos aos 3 meses ou os primeiros dentinhos podem acabar nascendo até o bebê completar 1 ano. Nada disso se caracteriza como problemas. 
A história toda dos dentinhos começa desde a gestação, quando o bebê desenvolve o chamado botão dentário, conhecido como as fundações dos dentinhos de leite. 

Um fato bem curioso é que tem muitos bebês que já nascem com um ou dois dentes, e os que não nascem podem também desapontar antes dos 3 meses de vida. O mais comum é nascer primeiro os dentinhos da frente na parte debaixo da boquinha e os últimos dentinhos que são os do fundo costumam ter nascido já a partir dos 2 anos de idade. Até os três aninhos de idade a criança já deve ter os 20 dentinhos de leites completinhos na boca. (Fonte Baby Center)

Bebês prematuros podem demorar um pouquinho mais para que os dentinhos desapontem na boca, mas mesmo assim até completar 1 aninho já deve ter alguns dentinhos na boca.

Imagem retirada do artemulher.com.br

 Com os dentinhos chegando é possível notar algumas reações:

* O bebê vai babar mais
* O bebê pode ficar mais irritado, chorar mais, é perceptível o incômodo
* Colocar tudo na boca, principalmente as mãozinhas
* A gengiva pode ficar inchada
* O bebê pode perder o apetite
* Pode ter o soninho prejudicado, dificuldades para tirar as sonecas ou não dormir bem durante a noite
* Alguns sintomas como febre, diarreia e uma possível otite (especialistas falam que não acontecem esse tipo de sintoma devido aos dentes, mas tem muitos depoimentos de pais que notam esse tipo de coisa)
* A dor do dentinho costuma irradiar também para a orelhinha, então pode ser frequente ele puxar ou colocar o dedinho dentro da orelha pra sinalizar um incômodo.

Os papais podem tentar amenizar esse incômodo de algumas formas:

* O mais famoso de todos são os mordedores, assim o bebê poderá tranquilamente morder e coçar a gengiva. Já existem os mordedores gelados (eles vem com uma aguinha e você pode colocar na geladeira por uns minutos para gelar), o gelado alivia um pouco mais o incômodo do dente. 
* Frutinhas ou papinhas frias, ajudam e amenizam a dor
* Massagear com o dedo bem limpo ou com as dedeiras de silicone encontradas em lojas de artigos para bebês

Embora existam muitas dicas do que podemos fazer para amenizar e como cuidar dos bebês nesta fase o ideal sempre é consultar um odontopediatra de sua confiança para orientar os melhores cuidados ou até mesmo receitar alguma medicação a fim de ajudar no incômodo da criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário