terça-feira, 13 de setembro de 2016

Vale dar bronca no bebê?

Muitas vezes passamos por momento de irritação por pequenos gestos daquele bebê que acabou de começar a engatinhar e fazer uma certa baguncinha.

Imagem retirada do Google
O papel dos pais no primeiro ano de vida da criança não é passar lições de disciplina, e sim acolher, estimular e dar segurança.
Por mais que eles tenham a capacidade de fazer bagunça, não significa que tenham a maturidade para entender o que estão realmente fazendo. Nesta fase eles não sabem distinguir o que é certo ou errado. Você pode perceber que eles até prestam atenção em tudo o que falamos e parece mesmo que eles estão entendendo cada palavra, mas eles não fazem ideia do que realmente estamos dizendo. Nada do que é dito faz sentindo para eles. Bebês tem a memória muito curta e logo esquecem o que estavam fazendo.

O fato é que usar tons de voz mais agressivo e se portar da mesma forma na hora da bronca, pode acabar assustando a criança. Os bebês até mais ou menos os dois anos de idade são muito indefesos e frágeis, suas ações e "traquinagens' acontecem involuntariamente, no ato até mesmo, de descobrir o mundo.

Não é recomendado dar broncas nos bebês, aliás em nenhuma fase da vida é recomendado broncas agressivas, isso pode acarretar em problemas no desenvolvimento cognitivo do bebê. Bater e gritar são criações a moda antiga, passada de avó para pai, de pai para filho. Essa educação é muito usada para aqueles pais que foram criados dessa maneira. Mas é bom ficar atento para que a educação não atrapalhe no desenvolvimento da criança.

Mas é claro que você não vai fazer nada quando o bebê estiver 'aprontando'. A bronca pode até acontecer desde que seja de 'forma leve' e atraia a atenção da criança para outra coisa, você precisa orientá-lo.
Quando o bebê estiver tentando lamber algo que não deve como um sapato sujo, ou puxar o fio do computador da tomada, você deve dizer a ele calmamente que não deve fazer isso e direcionar a atenção dele para outra atividade ou brinquedo. Ele ainda não vai entender as suas palavras, mas com o tempo ele vai passar a associar que aquela atividade que ele queria, não faz bem a ele e vai parar sozinho de fazer esse tipo de coisa. Mas já acostume-se, pois você irá repetir isso uma dezena de vezes no mínimo! 

Sempre tente manter o seu filho em segurança, por isso a casa é o lugar mais seguro que você pode mantê-lo. Faça com que tomadas sejam cobertas, fios estejam fora do alcance e evite coisas pontiagudas por perto, assim eles ficaram menos "tentados" a fazer as coisas e você poderá economizar muitos "nãos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário