Tecnologia do Blogger.

Terror Noturno ou Pesadelo - Como ajudar as nossas crianças?

Olá queridinhos!

Estou passando por uma fase complicada com a Nicole e que nunca imaginei que fosse passar. 
Essas palavrinhas: terror noturno nunca tinha passado pela minha cabeça, veio de uma queridinha que nos segue e que me relatou passar pela mesma fase com a filha.
Fui a fundo para entender melhor essa fase da criança e trazer a vocês dicas de como ajudar nessa hora tão assustadora.



É comum nós pais ficarmos aterrorizados, acreditando que algo de ruim esta acontecendo com o filho, e na tentativa de deixá-los mais calmos, acordamos e trazemos para perto de nós durante a noite.


Terror noturno é uma atividade anormal do sono, bastante frequente em crianças de 2 a 5 anos de idade e se estiver na fase pré escolar acontece com mais frequência, acreditem ou não, essa fase chega a atingir até metade da população infantil. 
Este problema é algo que nos assusta demais, porém é normal e tende a desaparecer de forma natural.
Algumas pesquisas sugerem que essa fase se deve ao fato da imaturidade do sistema nervoso central da criança, com a maturação durante o desenvolvimento infantil, o desaparecimento do terror noturno vai ficando cada vez mais natural, até se extinguir na fase de adolescência. Por ser algo bem comum dentre as crianças, pesquisas informam que não há danos na vida delas, não há como atrapalhar em seu desenvolvimento.

Diferente de um pesadelo, no qual acontece nas últimas horas do sono e a criança acorda normalmente e consegue se lembrar o que estava acontecendo, o terror noturno costuma acontecer durante a primeira metade da noite, antes da criança atingir o chamado R.E.M (movimento rápido dos olhos) que acontece em torno de 4 a 5 vezes por noite.
Um pesadelo é mais comum do que imaginamos, nós adultos conseguimos distinguir claramente o que é realidade ou o que é ilusão. Já uma criança tem dificuldade de separar uma fantasia do que é realidade, o que faz com que acordem facilmente e chegam até a ficar confusas, tendo problemas para relaxar e voltar a dormir.

Independente de pesadelo ou terror noturno, é importante observar atentamente para saber se é apenas uma fase, ou se tem haver com alguma situação da rotina diária. Se acontecer entre uma ou duas noites na semana, pode indicar que seja apenas uma fase normal e que irá passar em breve.
Se for algo persistente, a ajuda de um psicólogo para tentar entender o que esta afetando o sono constantemente, se faz necessária!

Durante um episódio de terror noturno, pode acontecer:

  • Ter expressão facial de medo
  • Sentar-se na cama
  • Gritar
  • Ter dificuldade para acordar
  • Chorar inconsolavelmente

Como lidar com a situação do pesadelo ou do terror noturno?
Não há necessidade de acordar a criança, toque e acaricie ela para acalmando -a, espere o momento passar. Se a criança estiver acordada console e acalme-a, explique o que aconteceu e como isso só estava dentro de sua cabeça, converse sobre o que estava acontecendo e tente fazê-la relaxar para que consiga voltar a dormir.

Vale ressaltar que a falta de sono, pode ser um dos fatores para causar o terror noturno. Muito importante além de tudo isso, é estabelecer uma rotina de sono, um ritual ou algo do tipo. que seja relaxante, talvez ler um livrinho ou contar uma história antes de dormir, pode ajudar!





Nenhum comentário